“A fome não espera”: Eric Pereira solicita continuidade da distribuição de cestas básicas nas escolas da rede municipal

Após o secretário de educação de Salvador, Bruno Barral, anunciar o adiamento da entrega de cestas básicas para responsáveis dos alunos da Rede Municipal de Educação, o conselheiro comunitário da prefeitura, Eric Pereira, encaminhou ofício direcionado à pasta pedindo a suspensão da medida, sob o argumento de que “a fome não espera e serviços essenciais continuarão em funcionamento”.

“É preciso que haja empatia nesse momento difícil que todos estão enfrentando, sobretudo às famílias que vivem em vulnerabilidade”, iniciou, antes de alertar para o fato de que, em algumas localidades, a entrega já está atrasada, a exemplo dos bairros da Boca do Rio, Itapuã e Mussurunga, ambos abarcados pela Gerência Regional de Itapuã, da qual faz parte da região administrativa onde o Conselho Comunitário que é membro efetivo atua.

Cabe lembrar que a decisão anunciada pelo governador, Rui Costa, e pelo prefeito da capital baiana, ACM Neto, faz referência à antecipação dos feriados de São João (24/06), Independência da Bahia (02/07) e Nossa Senhora da Conceição (08/12). Desta forma, as atividades, incluindo a entrega das cestas, só acontece a partir de 1º de junho.

Apesar da medida, serviços essenciais, como bancos e até mesmo equipes de algumas repartições públicas municipais, não vão sofrer alterações a ponto de suspender o funcionamento, o que, em tese, não justifica a suspensão das entregas às famílias beneficiadas pelo auxílio público disponibilizado pela Secretaria Municipal de Educação.

Rolar para o topo