Após 45 dias, Eric Pereira cobra resposta da Prefeitura sobre inclusão dos transportadores escolares no auxílio emergencial

Cerca de um mês e meio após defender publicamente a inclusão dos profissionais do transporte escolar no grupo de trabalhadores aptos a receber o auxílio emergencial de R$ 270, anunciado pelo prefeito ACM Neto, o conselheiro comunitário da prefeitura de Salvador, Eric Pereira, cobra resposta do poder público municipal sobre a demanda, que também foi legitimada através da Ouvidoria da Câmara Municipal.

“Com a suspensão das aulas, cerca de 900 pessoas que exercem essa atividade de forma regulamentada estão com a renda comprometida e, por isso, deveriam contar com o benefício”, argumenta ele, reforçando que esses motoristas cumprem critérios como os dos grupos que vão receber o dinheiro. “Para conseguirem o alvará, precisam comprovar que são autônomos, por exemplo”, ressalta.

Isenção de IPVA

Cabe lembrar que, além dessa solicitação, Eric também foi responsável por protocolar, na Assembleia Legislativa da Bahia, uma petição com mais de 3 mil assinaturas em apoio ao projeto de indicação ao Governo do Estado que isenta a categoria do pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). A ação ocorreu após o ato organizado pelo movimento SOS Escolar, realizado na última terça (9) no CAB.

Rolar para o topo