Dizemos com frequência que os jovens são o futuro do país, mas não nos damos conta de que esse futuro pode estar ameaçado. Enfrentamos desafios globais crescentes que ameaçam nosso bem-estar e até nossa existência no planeta. Podemos colapsar como sociedade se não começarmos agora a trabalhar na formação de cidadãos preparados para um mundo marcado pelas inovações tecnológicas e que muda muito rápido.  Nossa atuação será pautada por três problemas globais eminentes:

  1. Apoiar políticas de preservação do meio ambiente e reversão do impacto negativo que já foi gerado;
  2. Pensar e criar alternativas para um processo acelerado de desemprego em massa decorrente da revolução tecnológica;
  3. Colocar no centro do debate global a crescente desigualdade socioeconômica.